quinta-feira, outubro 04, 2012

MEU AMIGO, MEU NOVO AMIGO TELMO CARVALHO



"APRESENTAÇÃO"  
Segundo seu irmão Jairo Carvalho, vocês foram quase gêmeos pois só com 11 meses de diferença entre um nascimento e outro. Ele é notável em afirmar que Telmo Carvalho só tem um. É mesmo! E tem de se conhecer para saber que Telmo existe. Ele é o EU, porque realmente faz acontecer tudo que pretende realizar. Concordo quando, Jairo Carvalho diz que Telmo é "um dos primeiros entes humanos no "ranking" mundial quando o assunto é o coração. Emoção, é que o que ele é". Não foi à toa que ele inventou e criou o I ♥ Jequié e o  transformou no WE ♥ JEQUIÉ.
Telmo sendo artista, não poderia ficar apenas na arte da medicina, ele é arte no desenho,na pitura, na escrita e também cineasta. Ele é um poli-arte! 
Como diz seu irmão, " onde ele está tem movimento, estórias, zona ( e como é!) que ocupam o espaço quase por inteiro!" 

E que ocupou amigavelmente meu coração!

Telmo Carvalho, quero concordar com alguém que escreveu em seu livro "MAIS UM BAIANO NO RIO" sobre você. Ele fez rapidamente um relato que lembrei-me de você nas reuniões que participamos do We ♥ Jequié, você é tudo aquilo e muito mais, meu amigo. Você é um homem sensível, com olhos que lacrimejam numa emoção (notei isto), parece ser faminto de um grande amor, se é que que já não tem. Sua arte é incrível em detalhes que emociona, ri e chora. Eu estou lendo ainda o conto "NA BANCA DE JORNAIS" . Confesso que vc é um escritor para levar o leitor a se descontrair. Fico agradecida e feliz quando você me chama de mascote. É um privilégio para mim, apesar de saber que não sou o que poderia ou deveria ser no grupo. Mas prefiro ficar assim mesmo, quieta! Ajudo no que posso, falo o que devo e o que sinto! 
Mas você, meu amigo Telmo, não pode sair desta convivência que nos tornou uma aliança, um elo de amizade entre pessoas que jamais seriam se não fosse por você. Um beijo da amiga que poderia ter sido amiga desde pequena, mas houve o desencontro. "A vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida." (Vinícius de Morais).



Postar um comentário