quinta-feira, junho 28, 2012

RESPEITO ÀS ÁRVORES VELHAS ECOLOGICAMENTE FALANDO



Continuando a ler A CIRANDA DAS MULHERES SÁBIAS, deparei-me com outro parágrafo interessante que diz respeito às árvores. Na Rússia, é costume preservar as árvores, principalmente aquelas frondosas e que as raízes aparecem para fora da terra como se fossem os troncos. Estas árvores nunca são derrubadas, elas morrrem e tombam quando for o tempo, E aí eles usam os troncos caídos para fazer cumieiras das casas, móveis, etc... Reparem que texto ecologicamente perfeito e que é comparado a vida de uma mulher:

..."A vida de uma árvore, a vida de uma mulher, não precisava e não precisa ser... tolhida e retalhada para abrir caminho para outra coisa de valor duvidoso. Há outros modos de viver sua vida e deixar outras vidas em paz; de se harmonizar, de chegar ao pleno reflorestamento por toda parte". 
"Minha família vinha de uma tradição camponesa na qual as árvores para corte eram separadas das árvores  da floresta.Eles semeavam árvores em áreas demarcadas: algumas para vender, algumas reservadas para o uso da madeira.Mas as gigantes da Natureza eram encaradas de outro modo...As árvores da floresta nçao deviam ser derrubadas, pois as grandes árvores eram as verdadeiras guardiãs espirituais do povoado."

Reparem agora que maravilha de atitudes daquele povo sábio:

" As árvores guardiãs eram aproteção da aldeia contra o calor do verão. Durante tempestades, elas desviavam a mira do vento. Com seu tronco, seguravam os amontados de neve, e evitavam que a neve acabasse por soterrar  os chalés rurais e pusesse vidas em perigo. As grandes árvores da  floresta impediam que grãos separados pelo vento entrassem pelas mínimas junções nos beirais dos telhados e pelas soleiras das portas. Isso elas faziam apanhando  nos seus ramos frondosos a poeira que o vento levantava dos campos. As velhas árvores propiciavam  uma felicidade luminosa e calma ao coração de todos os que as viam ou que nelas se encostavam. E assim, as velhas árvores, como os anciãos da aldeia, nunca eram cortadas nem deixadas à míngua."

Conclui neste trecho da leitura que a proteção das florestas para o povo de uma cidade é fundamental à sua saúde e vida. Em nosso caso, o desmatamento está trazendo doenças silvestres para o seio das nossas casas e ceifando as vidas de pessoas que muitas vezes nem sabem o porquê. Como a doença de Chagas, a Dengue, que antes só existiam dentro das florestas, como daqui um tempo a malária e a febre amarela.Para terminar, que mostrar rapidamente mais um pequeno trecho que termina minhas considerações sobre as árvores grandes e frondosas.
 
"Na antiga tradição da terra natal (Rússia), se essa árvore da qual estamos falando tivesse tido uma morte natural, 'no momento certo de sua própria morte', só então ela teria sido derrubada, caso não tivesse caído sozinha. Do seu tronco, porém, seria tirado um pau de cumeeira, assim como muitas escoras e ripa para forro. A partir daí, haveria uma casa cuja estrutura seria construída co sua madeira...E todos diriam com orgulho que a árvores fora derrubada com a devida gentileza. Ela teria ido para um lugar bom e próximo sob uma nova forma. Seu amor por nós e nosso amor por ela nunca terminaram. Ela ainda está conosco."

Eu mesma ao ver uma árvore ser derrubada para fins comerciais, uma árvore que poderia estar nos dando sombra, frutos, flores, sinto que muitas pessoas esquecem de que a Natureza faz parte de nós mesmos.Fico indignada e até choro por ver aquela árvore plantada ou mesmo crescida na Natureza naturalmente abatida e seguindo para uma madeireira sem ao menos ter sido levada em consideração, retirando alguns galhos ou sementes para o replantio. Dói em meu coração ver e saber que ali nunca mais pássaros farão seus ninhos, esquilos suas tocas, abelhas suas coméias...Em resumo, a comparação com a mulher...que, muitas vezes, são reprimidas em suas vidas para serem meras mulheres sem rumo, presas aos preconceitos ou ao egoísmo de pessoas que não admitem que as mulheres têm de ter vida própria e ela mesma é que devem saber como quer viver.Elas ficam sozinhas, depressivas pois não lhes é dado o direito de escolha, de ser feliz.







Postar um comentário