sexta-feira, janeiro 01, 2016

Coisas antigas que "recoisei" aqui!



MEU PENSAMENTO
09/01/2009 – SALVADOR – 6ª FEIRA – 20 h: 12 min

Meu pensamento vagueia e não para
Não desmancha
Não apaga
Aquele nome que amo
Aqueça pessoa que me fez feliz
Por momentos
Que foram intensos
Que foram mágicos.

E me entristece
Não porque ele se foi
Mas porque nada represento... Representei...
Uma pedra é mais significante

Eu...Nada!


“RECEITA DO ANO NOVO
Para você ganhar um belíssimo Ano Novo não precisa fazer listas de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependimento pelas besteiras consumadas.
Nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um Ano Novo que mereça esse nome, você meu caro, minha cara, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo, eu sei que isso não é fácil, mas tente, experimente consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.”


Eu por mim mesma!

Hoje estou um pouco saudosa dos momentos lindos que tive na vida. Saudosa porque não posso voltar atrás para segurar tudo àquilo que passei de bom, de mágico, de maravilhoso!Tem dias assim.
Eu nem me lembro de quando comecei pintar meus cabelos: ameixa, laranja, vermelha e agora loira.
Minhas rugas? Por incrível que pareça aos 60, tenho poucas só uns pezinhos de galinha e de expressão. Sou gordinha, a pele estica!
Rsrsrs!
Queria ter um amor de cinema, aliás, quero!Mas... É sonho!
Cuido das minhas unhas, hidrato meu corpo e uso perfumes... Adoro! Fico cheirosa! Cheirosíssima!
Sou vaidosa, mas na medida certa, sou gordinha nem tenho como ser muito!
“Enfim os anos passam e as marcas que eles deixam em nós, não têm como conter”.
Nem pretendo isso.
“Acho que cada marca que meu corpo carrega tem uma linda história”.
Minha idade, não adiantaria falar que tenho trinta e cinco e apresentar uma filha de vinte e dois.
Metade deles, bem vividos, os outros sofridos.
Esta sou eu! 
Ió do coração!






Postar um comentário