quarta-feira, abril 27, 2011

TÁ NA HORA DA VACINA...NÃO CAIA NA GRIPE!


Eu hoje tomei a vacina da gripe...e vc? Vai lá no posto de saúde e tome a sua.


Como a vacina pode trazer benefícios aos idosos? Como funciona a vacina? Pode-se tomá-la em qualquer idade? Há contra-indicações?


Quais são necessárias? Essas e outras dúvidas surgem quando o assunto é vacinação.


Vacinar-se se enquadra naquilo que chamamos de prevenção primária, ou seja, quando podemos prevenir efetivamente ou atenuar doenças. E qual o benefício? Menos internações hospitalares, menos custos com medicações, melhor qualidade de vida e um envelhecer com menos percalços.


As principais vacinas que devem ser feitas na terceira idade encontram-se no quadro abaixo, que são normatizadas pelo próprio Ministério da Saúde. Dê uma olhada!


A vacina para Hepatite B deve ser aplicada em todos aqueles que nunca a tomaram, profissionais da área de saúde, quem tomou diversas transfusões sanguíneas, profissionais do sexo entre outros.


A vacina de Febre Amarela é específica para aqueles que irão viajar para áreas de risco ou residem nelas. Como ela é composta do agente atenuado, ou seja, enfraquecido, deve-se repensar o custo-benefício para idosos com imunidade comprometida.


A Influenza Sazonal é a grande aliada dos idosos, pois diminui os episódios de doenças do trato respiratório e, principalmente, a complicação mais temida, as pneumonias graves.


A Pneumocócica 23-valente diminui a incidência e a gravidade das doenças do trato respiratório causadas pelo Pneumococo.

A Dupla tipo adulto protege contra o tétano e a difteria e deve ser aplicada a cada 10 anos.


Mas lembre-se: é importante consultar o seu geriatra quanto as vacinas para o seu caso.


Gilse Siqueira Prates é médica formada pela Escola de Medicina Souza Marques, pós-graduada Lato Sensu em Geriatria e Gerontologia na UERJ e em Neuropsiquiatria Geriátrica pelo IPUB/UFRJ.
































































Postar um comentário